Esqueceu sua senha?

Insira o e-mail cadastrado que enviaremos as instruções

Quer receber as notícias do
Clubeonline em primeira mão?

Seu nome deve conter ao menos 2 caracteres. Quero receber informações de terceiros ENVIAR Quero ver a última edição

Enviar por email

Seu nome deve conter ao menos 2 caracteres. O nome do destinatário deve conter ao menos 2 caracteres. Digite um email válido. ENVIAR

Site oficial do
Clube de Criação

SITE OFICIAL DO
CLUBE DE CRIAÇÃO

Acesso exclusivo para
sócios corporativos:
Esqueci minha senha
Ainda não é cadastrado?
Seja Sócio do Clube de Criação

O CLUBE

LOJA

NEWSLETTER

Últimas

por Laís Prado

Cannes Lions

Cannes Lions 2017

Dana White: paixão por trás de uma marca de U$ 2 bi

18
junho
2017



A fila era grande para ver o presidente do UFC Dana White no palco do Cannes Lions, na tarde deste domingo (18). E não era para menos. Em 15 anos ele transformou um esporte desacreditado em uma mina de ouro. Uma marca que foi comprada por U$ 2 milhões e hoje vale U$ 2 bilhões. "Quando eu estava atrás de investimentos, muita gente achou que era loucura", conta, com o bom humor peculiar de quem sabe que está fazendo um ótimo trabalho, enquanto se diverte.

A paixão pelo esporte é evidenciada o tempo todo por Dana. Mas por trás de um lutador que começou no boxe ainda adolescente, existe um empresário com visão de negócio e estratégia muito bem definidas, atento ao mercado e ao público. "Meus concorrentes não são apenas outros eventos ou programações de TV nos mesmos horários que os meus. São também os as reuniões em famílias, lançamentos de cinema, baladas, os jantares românticos...", diz. Por isso, pensa em cada luta como um evento que deve gerar uma experiência única em quem assiste pessoalmente ou pela TV, estimulando nas pessoas o desejo de voltar para ver as próximas.

Um dos investimentos do momento é em soluções de Realidade Virtual e em sensores visuais e auditivos que ajudem a transmitir sensações para os expectadores ou telespectadores em cada luta. O foco é espalhar pelas redes sociais um conteúdo capaz de gerar experiência, transmitindo os melhores momentos e, claro, tornando o esporte ainda mais desejado. "Há alguns anos a gente assistia TV sentado e tinha apenas poucos canais pra mudar. Hoje tudo mudou. A nova geração não senta mais pra assistir nada e temos que entender isso", diz.

Os fãs de UFC podem comemorar, pois segundo Ariel Emanuel, co-CEO da WME/IMG e um dos sócios de Dana White, esse tipo de conteúdo com geração de experiência deve começar a ser compartilhado em aproximadamente 6 meses.

Atualmente, o UFC realiza cerca de 40 eventos ao vivo por ano, transmitidos em 152 países, em 35 diferentes línguas, entrando em mais de 1.1 bilhão de casas através das TVs. "Eu amo UFC, amo ir à lutas e sair pra descobrir novos talentos. E eu garanto que se você for apaixonado pelo que faz e trabalhar 24 horas, 7 dias da semana, você vai ser bem sucedido", aconselhou White.

Conselho que vale bilhões!

Saiba mais sobre Dana White, as próximas palestras relacionadas ao mundo dos esportes e o espaço cada vez maior que o marketing esportivo está ganhando no Lions Festivals aqui. Há quem diga que logo teremos um Sports Lions. Será?!

Leia tudo sobre o #ClubeinCannes aqui.
Dana White, presidente do UFC, ao centro, com um de seus sócios, o co-CEO da WME/IMG Ariel Emanuel (dir.), em painel moderado pelo diretor editorial da Adweek, James Cooper.