Esqueceu sua senha?

Insira o e-mail cadastrado que enviaremos as instruções

Quer receber as notícias do
Clubeonline em primeira mão?

Seu nome deve conter ao menos 2 caracteres. Quero receber informações de terceiros ENVIAR Quero ver a última edição

Enviar por email

Seu nome deve conter ao menos 2 caracteres. O nome do destinatário deve conter ao menos 2 caracteres. Digite um email válido. ENVIAR

Site oficial do
Clube de Criação

SITE OFICIAL DO
CLUBE DE CRIAÇÃO

Acesso exclusivo para
sócios corporativos:
Esqueci minha senha
Ainda não é cadastrado?
Seja Sócio do Clube de Criação

O CLUBE

LOJA

NEWSLETTER

Últimas

por Laís Prado

Internacional

Demitido por má conduta

Ogilvy afasta CCO Global após investigação

11
julho
2018



O Ogilvy Group demitiu o CCO global e co-Chairman Tham Khai Meng. Há cerca de duas semanas, chegou ao conhecimento do comando da holding uma série de queixas sobre problemas de conduta do então líder global de criação. O CEO do grupo, John Seifert, determinou uma investigação.

Nesta quarta-feira, 11, em comunicado distribuído internamente, Seifert relata que as descobertas da investigação apontam que Meng quebrou padrões de conduta e infringiu os valores da companhia. A decisão de demitir o CCO foi imediata e apoiada por outros dirigentes da holding. Seifert afirma, no comunicado, que todos os anos os funcionários são orientados a ler e a se comprometer com um código de conduta elaborado pelo grupo.

Meng estava na Ogilvy desde 1999. Dez anos depois, tornou-se CCO e co-Chairman.

Era uma das lideranças da holding mais presentes no Cannes Lions, tendo sido presidente de júri de Film e Press, em 2012, e de Titanium & Integrated em 2017.

"Achei essas queixas sérias o bastante para nomear um consultor jurídico externo para investigar o assunto", disse Seifert no comunicado. "Depois de analisar cuidadosamente as descobertas da investigação junto a vários de meus parceiros, concluímos que o comportamento de Khai era uma clara violação dos valores e código de conduta da empresa. Eu decidi então terminar a relação de Khai com a empresa, imediatamente. "

Seifert acrescentou: "Este é um momento importante para reafirmar que nenhum indivíduo nesta empresa é tão senior ou tão importante que não possa ser responsabilizado por suas ações".

Lembrando que, recentemente (abril) o Grupo WPP, que comprou a rede Ogilvy em 1998, viu seu fundador e CEO Martin Sorrell deixar a corporação em meio a investigações sobre suposta má conduta nos negócios.

Foto: