Esqueceu sua senha?

Insira o e-mail cadastrado que enviaremos as instruções

Quer receber as notícias do
Clubeonline em primeira mão?

Seu nome deve conter ao menos 2 caracteres. Quero receber informações de terceiros ENVIAR Quero ver a última edição

Enviar por email

Seu nome deve conter ao menos 2 caracteres. O nome do destinatário deve conter ao menos 2 caracteres. Digite um email válido. ENVIAR

Site oficial do
Clube de Criação

SITE OFICIAL DO
CLUBE DE CRIAÇÃO

Acesso exclusivo para
sócios corporativos:
Esqueci minha senha
Ainda não é cadastrado?
Seja Sócio do Clube de Criação

O CLUBE

LOJA

NEWSLETTER

Últimas

por Laís Prado

Internacional

Creativity 50

As pessoas mais criativas de 2016 – entre elas está... Bowie

19
dezembro
2016



A Creativity divulgou sua lista de 50 pessoas mais criativas do ano, a Creativity 50. Em tom de humor – ou quase de consolação –, a revista pondera que, apesar de todo o caos dos últimos 12 meses vividos no mundo, é importante lembrar que tivemos momentos brilhantes se pensarmos em criatividade.

As pessoas mais influentes e inovadoras do ano, acrescenta a Creativity, não vieram só da publicidade e do marketing, claro. Estão na lista representantes da tecnologia, do entretenimento e das artes entre outros segmentos.  Entre esses nomes está, inclusive, o de David Bowie, que partiu desta dimensão em 10 de janeiro. Também está presente Prince, outro ícone da cultura pop, que morreu no dia 21 de abril. E há espaço ainda para uma pessoa que não existe. Trata-se, na verdade, de uma personagem virtual, Hatsune Miku, cantora que faz sucesso no Japão.

Vamos a alguns dos escolhidos (a lista completa está aqui):

- Beyoncé – em fevereiro, o programa Saturday Night Live fez um vídeo intitulado “The Day Beyoncé Turned Black", brincando com todas as pessoas brancas (principalmente comentaristas de TV) que se surpreenderam ao ver a diva no show do intervalo do Super Bowl 50 fazendo referências ao movimento negro, como o Black Lives Matter. A cantora também lançou “Formation”, com um videoclipe polêmico e provocativo que lhe rendeu um GP no novo Entertainment Lions em Cannes (confira o vídeo mais abaixo e aqui o resultado do Entertainment Lions). Em abril, foi a vez de chegar ao mercado “Lemonade”, que se tornou seu sexto álbum consecutivo a ser o número 1 em vendas.

- David Bowie – o cantor morreu no dia 10 de janeiro, fato que praticamente anunciou ao mundo que 2016 seria um ano horrível. Três dias antes, porém, havia sido lançado o misterioso vídeo “Lazarus”, em que ele aparecia num leito de hospital com bandagens nos olhos. Ícone não apenas da música, quanto das artes, da moda e da cultura pop, Bowie se manteve presente ao longo de 2016, em pequenos achados feitos por fãs ou pelo sucesso do álbum Blackstar ou mesmo pela entrada do time olímpico britânico na abertura da Rio 2016 ao som de “Heroes”.

- Rob Reilly – o chairman criativo global do McCann Worldgroup tem uma sólida história construída na Crispin Porter + Bogusky. Em 2014, ele trocou a agência pelo desafio de comandar o time criativo do McCann Worldgroup. E em 2016 ele demonstrou que vem cumprindo seu papel, com cases como “Field Trip to Mars” (para a Lockheed Martin), uma experiência de realidade virtual, e “Survival Billboard”, feito para o Xbox.

- Brian Chesky & Joe Gebbia – os cofundadores do Airbnb abriram seu negócio oito anos depois de terem se encontrado como estudantes na Rhode Island School of Design. Essa trajetória, que os transformou em novo paradigma de hospedagem, promete em breve incluir serviços como voos e outros produtos essenciais para viajantes. Além disso, o Airbnb se tornou uma espécie de marca musa para criativos, vide a réplica de um quadro de Van Gogh ou uma casa flutuante no rio Tâmisa. Acredita-se que o Airbnb, avaliado em US$ 30 bilhões, vá para a bolsa no próximo ano.

John Hanke – o CEO e fundador da Niantic, a companhia responsável pelo Pokémon Go junto com a Nintendo (a dona da marca), já sabe que a realidade aumentada voltou à cena por causa do aplicativo que criaram. O game gerou US$ 440 milhões em receitas. E o app foi baixado 180 milhões de vezes apenas dois meses após seu lançamento. Não é preciso dizer muito mais.
Beyoncé, uma das 50 pessoas mais criativas do ano, conquistou um GP no Festival de Cannes, no Entertainment Lions