Esqueceu sua senha?

Insira o e-mail cadastrado que enviaremos as instruções

Quer receber as notícias do
Clubeonline em primeira mão?

Seu nome deve conter ao menos 2 caracteres. Quero receber informações de terceiros ENVIAR Quero ver a última edição

Enviar por email

Seu nome deve conter ao menos 2 caracteres. O nome do destinatário deve conter ao menos 2 caracteres. Digite um email válido. ENVIAR

Site oficial do
Clube de Criação

SITE OFICIAL DO
CLUBE DE CRIAÇÃO

Acesso exclusivo para
sócios corporativos:
Esqueci minha senha
Ainda não é cadastrado?
Seja Sócio do Clube de Criação

O CLUBE

LOJA

NEWSLETTER

Últimas

por Laís Prado

Tecnologia

Future Focus 2017

Tendências deste ano: buscas por voz, AI, personalização

16
fevereiro
2017



A edição 2017 do estudo global Future Focus, que a iProspect apresenta anualmente, mostra que o uso estratégico de dados tem sido uma aposta forte entre as empresas. Não basta simplesmente coletar informações. É preciso saber utilizá-las e, entre outras medidas, conectar as jornadas de compra on e off line, tendência forte deste ano, segundo 40% das corporações ouvidas para essa pesquisa. O estudo envolveu grandes companhias de 120 países, incluindo o Brasil.

De acordo com o Future Focus, hoje o mundo conta com 3,6 bilhões de pessoas conectadas pela internet, o que equivale a 50% da população global. Ou seja, as marcas têm de lidar com um público mais conectado com dispositivos móveis mais potentes e flexíveis, cenário que só irá se intensificar nos próximos anos. Na era da economia digital, novos desafios se apresentam. “Entregar crescimento e lucratividade nesse contexto exigirá das marcas uma reinvenção de suas metodologias de atuação”, declara Rodrigo Turra, presidente da iProspect Brasil.

Além da maior intersecção entre as jornada de compra on e off-line - o que frequentemente é pensado de formas distintas -, o estudo mostra que para 22% das empresas consultadas a inteligência artificial (AI, na sigla em inglês) é a tecnologia alvo deste ano. Outros resultados indicam que: 32% das companhias estão mais estimuladas pelo avanço dos dispositivos móveis, 22% dos respondentes pretendem investir em buscas pagas – e há um interesse grande por busca por voz – e 18% das empresas irão focar suas ações de marketing em redes sociais.

O estudo está separado em cinco grandes temas:

  1. Decisões inspiradas em dados – A área de big data continuará a ser crítica para as marcas e as empresas devem buscar excelência nesse setor;

  2. Personalização – Companhias vão se sair melhor se focarem em estratégias que aprofundem o conhecimento sobre o consumidor e que gerem ações dentro do contexto mais adequado;

  3. Era das altas expectativas – Marcas não concorrem apenas entre elas. Elas têm de lidar com o fato de que os consumidores alimentam expectativas cada vez mais altas em torno das empresas;

  4. E-commerce em expansão – Compras se fazem em qualquer lugar, a qualquer hora. Mesmo redes como o Pinterest dispõem hoje de mecanismos de compras a partir do clique em uma imagem;

  5. Agilidade – Obter sucesso na economia digital requer uma reavaliação dos modos tradicionais de trabalhar.


 

Para ler o estudo completo (em inglês), acesse aqui.
Estudo consultou grandes companhias em 120 países, entre eles o Brasil