Esqueceu sua senha?

Insira o e-mail cadastrado que enviaremos as instruções

Quer receber as notícias do
Clubeonline em primeira mão?

Seu nome deve conter ao menos 2 caracteres. Quero receber informações de terceiros ENVIAR Quero ver a última edição

Enviar por email

Seu nome deve conter ao menos 2 caracteres. O nome do destinatário deve conter ao menos 2 caracteres. Digite um email válido. ENVIAR

Site oficial do
Clube de Criação

SITE OFICIAL DO
CLUBE DE CRIAÇÃO

Acesso exclusivo para
sócios corporativos:
Esqueci minha senha
Ainda não é cadastrado?
Seja Sócio do Clube de Criação

O CLUBE

LOJA

NEWSLETTER

Últimas

por Laís Prado

Internet

Publicidade digital

Google elimina 2,3 bilhões de anúncios em um ano

15
março
2019



O Google divulgou na quinta-feira 14 seu sétimo relatório sobre anúncios digitais, que mostra as políticas lançadas para a área em 2018 e apresenta os números de remoções feitas globalmente. No ano passado, a empresa eliminou 2,3 bilhões de anúncios maliciosos, o que equivale a 6 milhões por dia. Além disso, o Google suspendeu cerca de um milhão de contas duvidosas de anunciantes, o dobro em comparação a 2017.


Entre as remoções estavam 207 mil anúncios de revendedores de ingressos, 531 mil de serviços de fiança e cerca de 58,8 milhões de anúncios de phishing.


Em 2018, foram lançados 330 classificadores de identificação que ajudaram a detectar com mais precisão os anúncios maliciosos. Esse número é quase três vezes mais do que o lançado em 2017. Com o uso dessas tecnologias, mais machine learning e trabalho manual, foram removidos, por exemplo, anúncios ruins de quase 1,5 milhão de aplicativos.


No ano passado, foram apresentadas 31 novas políticas para anúncios e 13 políticas para anunciantes e publishers. Nos EUA, foi lançada uma política para anúncios de candidatos e partidos. Foram verificados 143 mil anúncios políticos e foi criado um relatório de transparência com informações sobre quem paga a publicidade política. Ferramentas similares serão lançadas na União Europeia e na Índia neste ano, antes dos processos eleitorais que vão correr nessas regiões.


Mais informações no blog do Google (acesse aqui).