Esqueceu sua senha?

Insira o e-mail cadastrado que enviaremos as instruções

Quer receber as notícias do
Clubeonline em primeira mão?

Seu nome deve conter ao menos 2 caracteres. Quero receber informações de terceiros ENVIAR Quero ver a última edição

Enviar por email

Seu nome deve conter ao menos 2 caracteres. O nome do destinatário deve conter ao menos 2 caracteres. Digite um email válido. ENVIAR

Site oficial do
Clube de Criação

SITE OFICIAL DO
CLUBE DE CRIAÇÃO

Acesso exclusivo para
sócios corporativos:
Esqueci minha senha
Ainda não é cadastrado?
Seja Sócio do Clube de Criação

O CLUBE

LOJA

NEWSLETTER

Últimas

por Laís Prado

Agências

‘Queixas sobre estilo de gestão’

CMO global da TBWA deixa agência

07
novembro
2018



Kyla Jacobs, CMO global da TBWA\Worldwide, membro da equipe de liderança executiva da rede Omnicom e que realizava esforços de capitação de novos negócios em todo o mundo nos últimos três anos, está de saída da agência.

Um porta-voz da agência disse à Adweek que Jacobs se demitiu de seu cargo e que Ulrich Proeschel, veterano da TBWA em Berlim que atualmente é vice-presidente de desenvolvimento de negócios para a região europeia, a sucederá interinamente.

"Estou me demitindo depois de cinco anos produtivos liderando novos negócios na TBWA, porque é hora de novos desafios e um novo começo", escreveu Kyla, em um e-mail.

Jacobs e o representante da agência se recusaram a falar mais sobre as circunstâncias em torno da saída, mas duas fontes da revista com conhecimento direto da situação informaram que o movimento se seguiu após várias queixas no RH sobre o estilo de gestão e ações específicas da executiva.

Uma fonte contou que um profissional deixou a empresa tempos depois de registrar uma queixa no RH devido a conflitos em curso com Kyla Jacobs. De acordo com as duas fontes, a presidente da TBWA\Chiat\Nova York, Nancy Reyes, confirmou ao pessoal da rede na semana passada que Kyla deixaria a empresa.

Outra fonte disse que a ex-assistente executiva da ex-CMO global também procurou a área de recursos humanos, no início deste ano, para relatar o que foi descrito como comportamento "abusivo" e teria conseguido transferência para outro departamento.

Com Adweek.
Kyla