arrow_backVoltar

Na Austrália

CEO da Qantas responde a garoto que quer lançar cia. aérea

13.03.19

Um garotinho australiano de 10 anos, Alex Jacquot, enviou recentemente uma carta a Alan Joyce, CEO da maior e mais antiga companhia aérea da Austrália, a Qantas, anunciando que pretendia abrir uma empresa concorrente, a Oceania Express.

Alex tinha perguntas para Joyce sobre três tópicos: como aproveitar melhor seu tempo livre fora da escola para lançar a companhia aérea, pedindo conselhos gerais sobre como iniciar uma empresa nessa área, e como abordar a questão do sono confortável em voos de 25 horas de cidades australianas para Londres.

O CEO da Qantas aproveitou a oportunidade para destacar algumas características da sua própria companhia na resposta ao garoto, publicada no Twitter da empresa.

"Primeiramente, eu devo dizer que eu não tenho o costume de dar conselhos aos meus concorrentes. Seu novo diretor jurídico deve ter algo a dizer sobre isso, também", declarou, explicando que iria abrir uma exceção nesse caso, uma vez que ele também havia sido um menino "muito curioso sobre aviação e todas suas possibilidades".

"Minha dica número um para começar uma companhia aérea é colocar a segurança na frente e ao centro. E fazer tudo o que puder para tornar as viagens mais baratas e confortáveis, na medida do possível, para seus passageiros. É a maneira que trabalhamos na Qantas há quase 100 anos e tem funcionado para nós", aconselhou Joyce.

A carta de Alex e a resposta de Joyce acumularam 30 mil likes e mais de 10 mil retuítes em 16 horas.

Nas imagens abaixo, confira os textos de Jacquot e do CEO da Qantas, na íntegra.

Na Austrália

CEO da Qantas responde a garoto que quer lançar cia. aérea

/