arrow_backVoltar

Pré-Estreia 2

Ikea defende que 'American dream' é + do que apenas comprar

26.09.16

Em seu novo esforço de marketing, a rede de móveis Ikea aborda a questão do "sonho americano" e questiona: "Where did the American dream go?"

Segundo pesquisa encomendada pela Ikea e realizada em parceria com a Economist Intelligence Unit, o "American dream" não "morreu", embora o seu significado tenha mudado significativamente.

"Uma das coisas que temos visto desde [a recessão de] 2008 é uma mudança na percepção do que significa o American Dream", defende a Christine Whitehawk, gerente de comunicações da Ikea EUA.

De acordo com a marca, os consumidores passaram a medir o "sonho americano" menos em termos de acumulação e mais em relação a o que fazer com o que eles têm, viver a vida em seus próprios termos, e concentrando-se na criação de memórias em vez de apenas acumular mais coisas.

No comercial (assista abaixo), que chega à telinha norte-americana nesta segunda-feira (26), a Ikea diz que "acredita que tudo - desde a sua lâmpada até seu sofá - deve trabalhar tão duro como você" e que um "estilo de vida verde" deveria ser algo pelo qual "todos podem pagar".

A diversidade também é abordada na campanha. Um dos anúncios impressos mostra dois homens gays em um sofá e uma bandeira que diz "All homes are created equal."

A criação é da Ogilvy de Nova York.

Na ficha técnica estão os brasileiros Artur Lipori, redator; Caro Rebello, diretora de arte; João Paz, diretor de arte; e Walter Soares, diretor de arte.

Leia a matéria da Adweek na íntegra aqui.

Pré-Estreia 2

Ikea defende que 'American dream' é + do que apenas comprar

/