arrow_backVoltar

Sem Black Friday

REI aprofunda seu conceito #OptOutside

23.11.18

Em 2015, a rede REI causou barulho com uma ação surpreendente para a Black Friday. Especializada em artigos de atividades ao ar livre, a empresa decidiu que não investiria na data –como a imensa maioria das companhias faz (estratégia bastante adotada atualmente no Brasil). Pelo contrário: a loja não abriu para vendas, deu folga a funcionários e incentivou colaboradores e consumidores a aproveitar o dia vivendo a vida lá fora. Chamada de #OptOutside, a ação foi desenvolvida com a Venables Bells and Partners e conquistou os GPs de Titanium e Promo & Activation do Cannes Lions 2016.

A Fast Company informa que a campanha rendeu 6,7 bilhões de impressões, sendo 1,2 bilhão na mídia social. Como tocar a vida depois de um sucesso retumbante como esse? Da maneira mais simples possível: mantendo a decisão. Embora não tenha conquistado a atenção do primeiro ano, a REI decidiu apostar no conceito e replicá-lo nas Black Fridays seguintes. As redes sociais foram escolhidas como meio de levar mais pessoas a adotar a ideia, sempre valorizando o lema #OptOutside.

Foco em pesquisas

Para reforçar seu posicionamento, a marca resolveu fazer um investimento maior neste ano. Um investimento de US$ 1 milhão para a criação de uma iniciativa chamada Nature For Health, com o EarthLab da Universidade de Washington. O montante é dedicado a amparar pesquisas que estudem a conexão entre saúde e tempo dedicado a atividades externas.

Jerry Stritzke, CEO e presidente da REI (que completa 80 anos em 2018), contou em outubro que a empresa está trabalhando com centenas de ONGs, entidades e marcas parceiras desde o início da campanha, em 2015. Segundo suas contas, nos últimos três anos 15 milhões de pessoas se juntaram ao movimento, bem como 700 organizações.

As marcas parceiras voltaram a fechar suas portas na Black Friday 2018. E a REI estampa em seu site uma mensagem com os dizeres estamos fora nesta sexta-feira - o que é um contraponto ao "festival" de campanhas ressaltando a oportunidade de comprar produtos e serviços com super descontos.  

Mas Stritzke observou que o conceito não pode se limitar a um dia. De acordo com o executivo, metade dos americanos não sai de casa nem ao menos uma vez ao ano para fazer alguma atividade externa, seja dar algumas pedaladas pelo bairro ou dormir uma noite num camping.

Este ano estamos confrontando a realidade de que, dia após dia, muitos de nós estamos olhando mais para nossos celulares em vez de olhar para o mundo ao redor. Estamos mais conectados agora do que em qualquer outro momento da história, mas isso nos deixou mais estressados e oprimidos. Muitas pessoas se sentem presas em um loop. Acreditamos que passar um tempo fora pode ajudar a quebrar esse ciclo”, afirmou, ao revelar o investimento no projeto Nature For Health (leia mais aqui).

No site da ação, que se transformou num canal de conteúdo para facilitar a vida de quem quer experimentar o lado mais outside, a empresa salienta que mais e mais estudos têm demonstrado o valor de se passar um tempo em atividades fora de casa. Isso não significa grandes excursões, como alguns podem imaginar. A REI sugere que passear no parque da região seja a fórmula básica para começar a se alterar o padrão. Em outra mensagem, a companhia ressalta que #OptOutside não se limita à Black Friday. “Isso está se tornando um movimento muito maior do que nós. É um mindset”. O site traz dicas e informações sobre a importância da vida ao ar livre.

 

Sem Black Friday

REI aprofunda seu conceito #OptOutside

/