arrow_backVoltar

The Last Drops

Um alerta contra as insaciáveis Petrolíferas

18.12.18

Projeto de dois criativos - um brasileiro e uma australiana, quer chamar a atenção das autoridades daquele país, e também da Unesco, contra grandes empresas petrolíferas da Noruega que, em 2019, pretendem perfurar a Grande Baía Australiana, dona de uma das maiores biodiversidades e ecossistemas marinhos do mundo, a procura de óleo. Mesmo com os riscos extremamente altos de derramamento, segundo apontam autoridades locais.


O projeto se chama “The Last Drops” e consiste em uma coleção de pequenas garrafas contendo as "últimas gotas" da costa de South Australia, Victoria e Tasmania livres de óleo. Depois de contaminada por óleo, a água levaria décadas e mais décadas para se recuperar.


A dupla é formada pelo diretor de arte brasileiro Rafael Martins (ex-Ogilvy NY, Serviceplan Hamburg e JWT Brasil), da Isobar Melbourne, e pela redatora australiana Samantha Cable (ex-Leo Burnett Sydney, Serviceplan Hamburg e Cutwater San Francisco), da Honcho.

Com diversas maneiras de gerar energia limpa, hoje em dia, é difícil compreender por que grandes corporações querem perfurar as poucas áreas ainda muito ricas em biodiversidade. A resposta é: apenas para gerar lucros. O custo disso tudo é nada menos do que a saúde do mundo em que a gente vive”, comenta Rafael.



The Last Drops é a realidade de um futuro áspero que talvez tenhamos que enfrentar. Nosso próximo passo é chamar a atenção do governo e da Unesco para listar essa área como patrimônio mundial. Caso contrário, essas garrafas serão as últimas lembranças que teremos de um oceano livre de contaminação por óleo”, completa Samantha.

O site do projeto é este aqui. 

Há uma petição no site para assinar.

 

The Last Drops

Um alerta contra as insaciáveis Petrolíferas

/