arrow_backVoltar

‘Alexa é brasileira’

Serviço chega com skills de marcas como Bradesco, iFood e UOL

02.10.19

A Amazon anunciou nesta quinta-feira, 03, a chegada no Brasil da Alexa, o cérebro que alimenta a família de dispositivos Echo. O sistema entra no mercado com três dispositivos, Amazon Echo, Echo Dot e Echo Show 5. Para quem não sabe, a Alexa é um serviço de voz baseado na nuvem que fica mais inteligente com a interação das pessoas.

Já estão em pré-venda o Echo Dot e o Echo Show 5 (acesse aqui). Os dispositivos serão enviados a partir da próxima semana. Já o Amazon Echo estará disponível a partir de novembro. As novidades fazem parte da expansão e dos investimentos da Amazon no Brasil, seguindo os lançamentos do Amazon Prime e Amazon Music, feitos no mês passado.

Além disso, a Alexa chega com a oferta de experiências inéditas construídas para os consumidores brasileiros, incluindo uma nova voz, suporte ao idioma português do Brasil, conhecimento local e centenas de skills (aplicativos) locais. Muitos deles foram criados por desenvolvedores brasileiros.

No Brasil, a Alexa é brasileira. Construímos uma experiência totalmente nova, que honra o idioma e a cultura únicos do Brasil, permitindo que os consumidores simplesmente peçam para tocar uma música, ouvir as notícias e ter informações sobre o clima, controlar sua casa inteligente e muito mais. E com o Echo Show 5, a Alexa também pode mostrar coisas, como vídeos de notícias do UOL, vídeos de assuntos curiosos da Superinteressante, brincar com jogos de quiz como o Show do Milhão, pedir um carro da Uber, cozinhar com a Rita Lobo, ver registros de câmeras de segurança e mais. Trabalhamos arduamente para criar uma Alexa brasileira e acreditamos que nossos clientes vão amar”, declarou, em comunicado, Toni Reid, vice-presidente da Amazon Alexa.

Fabricantes

A Alexa já conta com integração com diversos dispositivos no país. Entre as fabricantes que obtiveram certificação para oferecer comandos da Alexa estão Positivo, Philips Hue, D-Link, Intelbras, Bose, LG, Sony, JBL e Yamaha. Os equipamentos incluem caixas de som inteligentes, PCs, tablets, telefones celulares, wearables, fones de ouvido, smart TVs e acessórios para carros. Alguns dispositvos são indicados para a casa inteligente, abrindo concorrência no Brasil com o Google. No mundo, há mais de mais de 11 mil dispositivos certificados. Por aqui, diversos fabricantes já estão criando experiências por comando de voz.

Skills

Como experiência demonstra ser a palavra de ordem da Amazon, centenas de skills foram preparadas para os consumidores no Brasil. Além dos citados por Reid, há aplicações desenvolvidas para empresas como Bradesco, iFood, Cinemark, Porta dos Fundos e Galinha Pintadinha.

Nossa missão é fazer com que seja fácil para desenvolvedores criarem com a Alexa e nós gostamos de trabalhar com desenvolvedores brasileiros para oferecer ao consumidor um dos catálogos mais completos de Alexa Skills e dispositivos com Alexa integrada que já tivemos no momento do lançamento”, afirmou Rob Pulciani, vice-presidente de Skills e Alexa Voice Services.

Confira algumas skills apresentadas pela Amazon:

- iFood - permite interações dos consumidores apenas falando com a Alexa. “A skill do iFood para a Alexa deixa a tarefa de gerenciar seu pedido mais fácil do que nunca: basta pedir para a Alexa checar o status de seu pedido a qualquer momento e até pedir novamente seu prato favorito”, disse Bruno Henriques, vice-presidente de Inteligência Artificial do iFood.

- Bradesco - por meio da Bradesco Inteligência Artificial (BIA), permite aos consumidores perguntar sobre produtos e serviços, checar extrato bancário e fazer pagamentos de contas registradas via DDA - tudo via comandos de voz. “Nosso objetivo sempre foi disponibilizar a BIA onde o cliente estiver para que ele tenha uma experiência natural. O lançamento da BIA na Alexa é mais um passo dessa estratégia, promovendo a interação de maneira conveniente e intuitiva”, afirmou Walkiria Schirrmeister Marchetti, diretora executiva do Bradesco.

- Mauricio de Sousa Produções - a skill traz histórias exclusivas da Turma da Mônica. "Trabalhar com a Amazon nos aproxima de nossos fãs por meio da Alexa, facilitando essa interação tão necessária na era da conectividade”, disse Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica.

- Nestlé - são três Alexa Skills para consumidores no Brasil: Baby&Me fornecerá dicas para escolhas de nomes e informações a cada semana sobre seu bebê durante a gestação; Ninho Rotinas permitirá aos pais encontrarem entretenimento infantil e canções de ninar para seus filhos; e Meu Café permitirá aos consumidores ter informações sobre a origem, fatos interessantes e receitas com café. “Nossa integração com a Alexa no Brasil vai oferecer aos nossos consumidores uma variedade de benefícios, como monitorar o crescimento saudável de nossas crianças, atividades e jogos para pais entreterem seus filhos, receitas para cada dia da semana e dicas sobre todo o universo do café assinadas pela Nescafé”, disse Carolina Sevciuc, diretora de Transformação Digital da Nestlé Brasil.

- Porta dos Fundos - roteiros e atuações de Fabio Porchat, Antonio Tabet, Gregório Duvuvier, Ian SBF, João Vicente de Castro, e outros, estarão prontos para ouvir ou assistir, dependendo do dispositivo que o cliente tiver. “O Porta dos Fundos busca levar o humor às pessoas por diversos canais de comunicação e as novas tecnologias, como a Amazon Alexa, ampliam a nossa possibilidade de expandir o alcance e criar novos meios para interagirem com nosso conteúdo”, afirmou Tereza Gonzalez, CEO do Porta dos Fundos.

Desenvolvedores podem aprender sobre Alexa Skills e as ferramentas self-service disponíveis no Portal do Desenvolvedor Amazon para o Brasil: https://developer.amazon.com/pt-br/alexa.

‘Alexa é brasileira’

Serviço chega com skills de marcas como Bradesco, iFood e UOL

/