arrow_backVoltar

Comunicação Pública

Campanhas de estatais terão de ser aprovadas pela Secom

26.04.19

Nesta sexta-feira, 26, circulou a informação de que, após a determinação pelo governo federal de suspensão de um comercial do Banco do Brasil (leia mais aqui), ficou definido que a Secretaria de Comunicação (Secom) irá analisar todas as campanhas feitas pelas estatais (BB, Caixa, Correios, Petrobras etc). Reportagem do Jornal Hoje (Globo) indica que a orientação já foi transmitida por e-mail para empresas como Correios e Petrobras. Lembrando que o BB, por exemplo é uma empresa mista, não puramente estatal.

Segundo a reportagem, esse e-mail, assinado por Glen Valente, recentemente nomeado secretário de publicidade e promoção da Secom (confira aqui), foi enviado no dia 24 de abril. A mensagem diz o seguinte: “Em atendimento à decisão estratégica de maximizar o alinhamento de toda ação de publicidade do Poder Executivo federal, comunicamos que a partir desta data o conteúdo de todas as ações publicitárias, inclusive de natureza mercadológica (...), deverá ser submetido para conformidade prévia da Secom”.

Veja aqui a reportagem publicada no G1 com o vídeo do Jornal Hoje.

Outra informação, dada pelo site da revista Veja, aponta que haveria mais uma determinação do Planalto relativa à comunicação pública. Uma reunião teria ocorrido no Banco do Brasil com várias agências. Nela, teria sido determinada a proibição de termos ligados ao universo LGBT em qualquer campanha ou peça de divulgação. Uma dessas palavras seria “lacrou”. Conforme a Veja, a determinação vale para todas as estatais. Leia a reportagem aqui (para assinantes).

O Clubeonline procurou a Secom e o secretário Glen Valente para confirmar ou esclarecer essas informações. Recebemos o seguinte retorno ao nosso pedido de esclarecimentos: "Em resposta à demanda remetida por mensagem eletrônica, em 26 de abril, a Presidência da República informa que não irá se pronunciar"

Comunicação Pública

Campanhas de estatais terão de ser aprovadas pela Secom

/