arrow_backVoltar

Conar

Pabllo Vittar contesta restrição de idade em clipe

23.01.20

Esta semana, a cantora Pabllo Vittar reclamou no seu perfil no Instagram da restrição de idade imposta para se assistir ao videoclipe de sua música "Parabéns", no YouTube.

Uma vez que o clipe traz mensagem publicitária da marca de bebida alcoólica Skyy Vodka, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) recomendou, por unanimidade, alteração, de modo que seja acessível apenas a pessoas com mais de 18 anos e que a frase de advertência (do tipo "Beba com moderação") se torne legível.

Segundo comunicado do Conar, 22 conselheiros participaram da reunião, que ocorreu no final do ano passado e na qual a Campari do Brasil apresentou defesa.

Também de acordo com a entidade, "Pabllo Vittar optou por não se defender, ainda que regularmente comunicado pelo Conar."

O anunciante já ingressou com recurso contra a decisão.

Em seus vídeos no Instagram, Pabllo chamou o ocorrido de "censura seletiva": "recebemos uma restrição de idade no clipe de 'Parabéns', porque estou lá segurando um copo de vodca. Sendo que já havia uma mensagem lá dizendo ‘beba com moderação’. E mesmo assim, eles quiserem restringir para maior de idade meu clipe. A gente sabe também que têm vários outros videoclipes, com conteúdo muito mais explícito, que não são restritos, não são banidos, nem sequer são lembrados. Mas atacam a drag queen a torto e a direito. (...) Diga não à censura seletiva".

Por conta do ocorrido, o assunto "Conar Homofóbico" foi parar nos trending topics do Twitter no Brasil na tarde desta quinta-feira (23). Procurado pelo Clubeonline, o Conar informou que não irá se posicionar sobre o assunto.

Conar

Pabllo Vittar contesta restrição de idade em clipe

/