arrow_backVoltar

Copa do Mundo de 2014

Após parceria com AmBev, governo quer liberar cerveja

30.11.12


Na semana em que a AmBev anunciou investimento de R$ 35 milhões na construção das arquibancadas provisórias do Itaquerão, o governo paulista informou que estuda enviar à Assembleia Legislativa projeto de lei para liberar o consumo de cerveja na Copa 2014.



A AmBev é patrocinadora da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e dona da marca Budweiser, que será a cerveja oficial do evento comandado pela Fifa. A empresa disse que investirá na obra com parceiros, a pedido do governador Geraldo Alckmin.



O governador havia se comprometido com a Fifa a aumentar a capacidade do estádio do Corinthians de 47 mil lugares para os mais de 60 mil que são exigidos pela entidade -- serão 67 mil --para garantir São Paulo como sede da abertura da Copa 2014.



Tanto a empresa quanto o governo negam haver relação entre os fatos.



A venda de bebida alcoólica nos eventos da Fifa já havia sido liberada por uma alteração no estatuto do torcedor feita pela Lei Geral da Copa, sancionada em junho pela presidente Dilma Rousseff.



Mas ficou pendente a legalização do consumo nos Estados onde a prática é proibida por lei local, como ocorre em São Paulo desde 1996.



Leia matéria da Folha na íntegra aqui.



Clubeonline. Há 10 anos, o que interessa em propaganda.


Copa do Mundo de 2014

Após parceria com AmBev, governo quer liberar cerveja

/