arrow_backVoltar

42º Anuário

'Bundões' é tema do novo livro. André Gola assina

03.04.18

A falta de ousadia e o medo de criar algo que, de fato, rompa com aquilo que está sendo feito no "piloto automático" desenham um cenário nada inspirador no mercado publicitário. Ironicamente, foi justamente esse tipo de postura que inspirou o diretor de criação André Gola, da AlmapBBDO, a adotar o conceito "Bundões", que permeia a 42ª edição do Anuário do Clube de Criação.

O livro, que traz fotografias de Gustavo Zylbersztajn, foi apresentado na noite desta terça-feira (03), na sede da entidade, em São Paulo.

"O tema é provocativo, mas abordado com leveza e humor. Defende a ideia de que a gente tem que arriscar, tem que apostar no novo. O atual cenário, com crise econômica, politicamente correto e haters de redes sociais, faz com que a insegurança das pessoas, em geral, aumente - de todos os profissionais, não só na publicidade", avaliou Gola. "Todos nós passamos por momentos em que estamos mais 'bundões', mas temos que nos provocar: 'vamos tentar fazer o novo?'. 'Vamos subir um pouco o nível de risco, para tirar o trabalho da paisagem?'. 'Vamos refletir sobre a importância de trazer coisas novas, que envolvam as pessoas, que emocionem, que gerem conexões?'. Aliás, o Anuário por si só já faz isso: o trabalho selecionado pelo livro já é uma mostra de que é possível avançar", pontuou o criativo, que também lançou mão de técnicas utilizadas em seus projetos pessoais - Gola desenha cartoons - para executar a direção de arte do novo Anuário.

Na realização do trabalho, o diretor de criação da Almap teve prazo reduzido, em comparação aos diretores de arte que assinaram os livros em anos anteriores. "Como tudo envelhece muito rapidamente, propusemos fazer o lançamento do Anuário o mais cedo possível. Convidamos o Gola e uma das 'surpresinhas' do briefing foi o corte do prazo pela metade. Ele comprou o desafio e entregou o livro seis meses depois de terem saído os resultados do 42º Anuário", observou Fernando Nobre, presidente do Clube de Criação e diretor de cena da Barry Company.

Gola disse ainda que ficou "muito honrado" em ter recebido o convite e por ter realizado o "Anuário mais rápido da história", brincou. "O convite veio num momento muito bom do Clube de Criação, com mudanças bastante positivas em relação à premiação, separando os prêmios por segmento e não por meio", ressaltou.

"A renovação no Anuário, que passou a ser dividido por áreas de negócios e não por mídias, passou a refletir mais a realidade e a provocar os profissionais a fazer trabalhos nos mais diversos segmentos. Além disso, dá para visualizar melhor o que cada setor está fazendo, em termos de comunicação, oferecendo uma visão mais ampla e aprofundada do que tem sido realizado", concordou Nobre.

Leia anterior sobre o assunto, aqui.

42º Anuário

'Bundões' é tema do novo livro. André Gola assina

/