arrow_backVoltar

O Espaço é Seu

A visão da sua peça de quem está dentro da sala do júri (Laura Florence)

02.07.19

5 coisas que aprendi fazendo salsicha: a visão da sua peça de quem está dentro da sala do júri

Um amigo que já foi jurado comentou: “É, agora a gente já sabe fazer salsicha”. É uma afirmação muito verdadeira, muda tudo quando você está ali no epicentro, fabricando Leões. Você pode até ter anos de experiência escolhendo categorias e produzindo videocases com várias técnicas inteligentes, mas estar no júri muda o jeito que você vai inscrever peças no ano que vem.

1. Não desperdice nenhum slot da inscrição. Aproveite todos os links que o festival permite que você use. Não faz muita diferença no shortlist, mas na hora de definir os metais, qualquer detalhe conta. Um case com muitos materiais, cresce, aparece e se destaca. Pode ser a diferença entre Bronze e Prata ou Prata e Ouro. E quem sabe um Grand Prix.

2. Se preocupe em enviar provas que seu case existe de verdade. O videocase é mega importante, mas não deve ser apenas essa peça que merece todo seu esforço. Às vezes um vídeo de celular sem corte, tosco, mostrando que seu app funciona vale muito também. Fotos do making of ou um vídeo ao vivo da sua ativação, sem maquiagem também é legal. Para esse material, melhor ter menos produção e mais verdade.

3. Mande coisas físicas para o júri. Se sua ideia é uma inovação é mandatório. Se é um app, mande um celular com ele funcionando. Se é um pôster ou um anúncio, mande numa impressão linda. É muito diferente de ver na telinha da TV. Não tem glamour na sala do júri. A TV não é muito grande e nem muito moderna com uma definição que valoriza sua peça. Ah, mande o board.

4. Resultados de share, views... são menos importantes do que você imagina. A não ser que o engajamento de seu case tenha números absurdos, é meio blablablá para o júri. O que vale mesmo são resultados que mudam a vida das pessoas. Como uma mudança de lei, uma mudança de comportamento do target, uma nova visão sobre o problema. Foque mais nos resultados qualitativos.

5. Faça videocases diferentes. Dá um trabalhão, mas ajuda. Principalmente se você inscreveu em “mediuns” diferentes dentro do mesmo júri. Além de cansar ver o mesmo videocase várias vezes, ter informações complementares em cada vídeo ajuda a deixar o case mais completo. A percepção final muda muito.

Acho que é isso. Boa sorte em 2020!

Laura Florence, diretora executiva de criação da Havas Health&You 

O Espaço é Seu

A visão da sua peça de quem está dentro da sala do júri (Laura Florence)

/