arrow_backVoltar

PlayStation Now

Sony aposta em campanha e redução de preço

02.10.19

Se no mundo das séries e filmes, o setor de streaming está mais do que aquecido, há outra batalha semelhante em curso no universo dos games. A Sony se prepara para um cenário de disputa mais acirrada com a chegada do Google Stadia ao lançar uma campanha criada pela Adam&Eve/DDB e com a redução do custo de assinatura de seu serviço, o PlayStation Now.

É o primeiro trabalho da agência, que conquistou a conta em maio - antes o cliente era atendido pela BBH de Nova York (parceria que durou seis anos). O filme mostra diversos personagens dos games já disponíveis na plataforma bem como entrantes. Entre os títulos novos estão God of War, Uncharted 4: A Thief's End, Infamous Second Son, e GTA V (que estarão disponíveis até janeiro de 2020, em função de acordos com as publicadoras).

Dirigido por Mischa Rozema e com produção da Nexus Studios, o vídeo começa com a frase “It’s showtime”, enquanto as portas de um avião se abrem. Os personagens, antes mascarados, se transformam e vão caindo do céu como figuras conhecidas dos jogos, como Kratos de God of War. Ao som de “Twilight times”, eles passam até por um voo comercial, fazendo manobras dos games ou demonstrando algumas das características mais conhecidas entre os fãs. Até que caem em casas onde estão gamers. A mensagem final anuncia: “Centenas de incríveis games on demand por apenas US$ 9,99 por mês”.

São 800 games na plataforma que surgiu em 2014 - e que oficialmente não está disponível no Brasil. O serviço reúne cerca de 700 mil assinantes, o que garante para a Sony uma base bastante robusta, mas o Google Stadia será lançado em novembro em 14 países (o Brasil não está na lista) com games como Destiny 2, Assassin's Creed Odyssey, The Divison 2, DOOM e Shadow of the Tomb Raider.

Além disso, o Project xCloud, streaming de games da Microsoft, inicia seu programa beta neste mês nos EUA e no Reino Unido com títulos famosos do Xbox como Halo 5, Guardians e Gears of Wars 5.

A concorrência promete ser intensa a ponto de a Sony ter decidido reduzir o preço da assinatura, que era de US$ 20, estratégia praticada também no mercado de filmes e séries. A resolução foi justificada exatamente pela chegada de novos players. Outra medida Sony foi revelar que novos games serão anunciados com mais frequência, para estimular a adesão de assinantes.

PlayStation Now

Sony aposta em campanha e redução de preço

/