arrow_backVoltar

Tóquio 2020

Pictogramas olímpicos ganham movimento

27.02.20

O Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio revelou nesta quarta-feira, 26, sua lista de pictogramas, desenhos que, nos eventos olímpicos, representam cada esporte em disputa, algo que é feito desde 1964, quando os Jogos também aconteceram na capital japonesa. Mas há uma novidade nesta edição.

Pela primeira vez na história olímpica, serão utilizados pictogramas cinéticos. Ou seja, com movimento. Foram apresentados, ao todo, 50 pictogramas que identificam 33 modalidades em competição nos Jogos Olímpicos (24 de julho a 9 de agosto) e 23 ligados a 22 esportes nos Paralímpicos (25 de agosto a 6 de setembro).

Os pictogramas estáticos foram apresentados em novembro. A versão cinética, cujo desenvolvimento foi supervisionado pelo designer japonês Kota Iguchi, segue três conceitos: aparecer, ficar estático e desaparecer. O design recria movimentos dos atletas, produzindo imagens como giros (confira no vídeo abaixo).

Para Iguchi, os pictogramas cinéticos irão ampliar o apelo de cada esporte por meio das expressões criadas, que também se conectam mais facilmente com o público. A animação dessas figuras levou mais de um ano para ficar pronta.

O processo contou com a participação de uma equipe grande que adicionou movimento aos pictogramas estáticos, desenvolvidos por um time comandado pelo designer gráfico Masaaki Hiromura. A expectativa de Iguchi é que os pictogramas cinéticos “iluminem cada um dos eventos” e “sejam repassados para os próximos Jogos como um legado para o futuro, além de inspirar designers de vídeo em outros países”, declarou.

Os pictogramas cinéticos estarão espalhados pelas instalações esportivas em Tóquio e serão exibidos nas transmissões de TV. Estarão presentes ainda nas redes e nos sites relacionados aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Tóquio 2020

Pictogramas olímpicos ganham movimento

/