arrow_backVoltar

Amazon, 25 anos

Cinco razões para a empresa estar no topo

05.07.19

A Amazon foi fundada como uma empresa para vender livros em 05 de julho de 1994. Hoje, ela vende quase tudo. Para marcar a data, a Campaign enumera cinco razões que mostram porque a gigante da web fez mais do que tornar seu fundador, Jeff Bezos, o homem mais rico da atualidade. Ela transforma o varejo, a publicidade e a sociedade.


- É um massivo player da publicidade - Em 2018, a receita publicitária passou de US$ 10 bilhões pela primeira vez na história da empresa. A variação no primeiro trimestre foi de 34% em comparação ao mesmo período no ano passado. Está distante de Google e Facebook, mas tem potencial para crescer bastante.


- Está utilizando seu marketplace para acelerar vendas de produtos de sua marca - A companhia causou certa consternação pela maneira como promove seus produtos (em geral com preços bem mais em conta do que a concorrência) nas listas de buscas ou em outras páginas em que estão os competidores de sua linha. Mais recentemente, a Amazon deu uns passos atrás em suas agressivas práticas, mas os concorrentes não deverão ter vida fácil no futuro.


- É amiga e inimiga - A posição da empresa no setor de ecommerce pode levar as marcas concorrentes a pensar em um sistema de co-opetição. E em diferenciar seus produtos à venda na plataforma.


- Está fazendo movimentos fortes no varejo - Em dezembro, aventou-se que a companhia escolheu um local no centro de Londres para ter suas primeiras lojas sem caixas fora dos EUA. Também teria testado na capital inglesa uma de suas experiências de varejo, como o Amazon 4 Estrelas, que existe em Nova York, e só comercializa produtos quatro estrelas ou mais.


- Tem grandes ambições para o streaming - A Amazon Prime Video está fazendo esforços intensos para conquistar a atenção dos assinantes do competitivo mercado de streaming. As assinaturas cresceram 42%  no período.


Confira o original aqui.

Amazon, 25 anos

Cinco razões para a empresa estar no topo

/