arrow_backVoltar

Back, not block

Jornais britânicos convocam marcas a anunciar

24.03.20

Os jornais britânicos estão incentivando fortemente anunciantes a apoiarem o jornalismo local, em meio à crise do Covid-19.

Desde o início do surto do coronavírus, muitos títulos relataram um aumento no tráfego online. De acordo com o Newsworks, órgão de marketing da indústria de jornais no Reino Unido, várias redações tiveram um aumento de 50% nas visualizações em suas páginas na internet e mais de 70% de incremento em número de visitantes únicos em matérias, informações e conteúdo relacionados ao vírus.

O Newsworks acrescentou que cerca de um terço dos leitores de um título ficam até três minutos lendo o artigo.

Esses aumentos, no entanto, não são suportados pelos anunciantes, muitos dos quais bloquearam o uso de determinadas palavras, para que sua publicidade não apareça próxima a matérias que contêm termos como coronavírus, Covid-19 e similares.

Tracy De Groose, presidente executiva do Newsworks, pondera que as listas de bloqueio de palavras são ferramentas projetadas para lidar com a web aberta e não devem ser usadas em um ambiente em que há regulamentos e editores verificando a história antes da publicação.

"Nossa mensagem do setor para os anunciantes é incrivelmente simples: 'back, not block' o jornalismo britânico", defende. "Os leitores estão contando conosco agora e contamos com anunciantes para ajudar a financiar um caminho sustentável para o jornalismo britânico".

De Groose pediu às marcas e agências que trabalhassem diretamente com os editores - algo que lhes permitirá mais controle sobre onde seus anúncios serão exibidos.

Leia a matéria da Campaign na íntegra, aqui.

Back, not block

Jornais britânicos convocam marcas a anunciar

/