arrow_backVoltar

Banco do Brasil

Agências entram com recursos contra resultado de licitação

28.08.18

O Banco do Brasil (BB) confirma que foram protocolados recursos contra o resultado do edital de licitação para a contratação de até quatro agências de propaganda.

A Master e a NBS, respectivamente terceira e quarta colocadas na etapa técnica do processo e que não somaram o mínimo de 80 pontos para se classificarem para próxima fase, entraram com os recursos, pedindo a anulação da licitação.

A Lew'Lara\TBWA (100 pontos) e a WMcCann (93,83) foram as agências que mais pontuaram (leia aqui).

Em seu recurso, a Master argumentou, entre outros pontos levantados, que a Lew'Lara apresentou à comissão de licitação CDs dentro de envelopes com a marca  Tilibra, o que "permitiria a identificação da agência".

Além disso, em sua estratégia de mídia e não mídia, a Lew'Lara teria proposto ações no IGTV (Instagram TV), plataforma lançada em 20 de junho de 2018, após a publicação do aviso de licitação, o que "inviabilizaria a sua utilização", de acordo com a Master.

A WMcCann foi acusada por ambas as agências que entraram com recursos de ter usado "monstros" com imagens em movimento para três peças destinadas à internet, porém isso não era permitido, segundo o edital, o que deveria resultar em "desclassificação" da segunda colocada, segundo a argumentação da NBS e da Master.

Agora, as demais participantes poderão impugnar os recursos no prazo de cinco dias úteis.

Leia anteriores sobre o assunto aquiaquiaqui e aqui.

Banco do Brasil

Agências entram com recursos contra resultado de licitação

/