arrow_backVoltar

Comércio eletrônico

Mappin volta ao mercado, na internet

06.06.19

A rede de lojas de departamento Mappin, que chegou ao Brasil em 1913, foi à falência em 1999, e cuja marca foi comprada pela varejista Marabraz em 2009, volta ao mercado em formato de comércio eletrônico na próxima segunda-feira (10), aqui.

Sob o comando da Blue Group, responsável pela operação digital da Marabraz, a plataforma vai vender 15 mil itens, entre produtos cama, mesa e banho, utilidades domésticas, móveis e decoração. Haverá ainda uma linha de móveis exclusiva Mappin, com produtos multiuso, como cadeiras que viram estantes e gavetas que se transformam em bancos.

No segundo semestre, a empresa irá lançar um markeplace, operação que contará com a participação de varejistas parceiros, aumentando o catálogo de produtos para mais de 500 mil itens.

"Sabemos que essa é uma marca muito querida e nostálgica. A ideia do e-commerce é tornar possível que as pessoas encontrem tudo o que procuram, como era a proposta da marca antigamente, mas agora sem precisar sair de casa", declara Nader Fares, sócio-diretor comercial da Marabraz.

"O e-commerce virá com a mesma identidade visual das antigas lojas Mappin. Nosso foco será em proporcionar uma experiência de compra completa no ambiente digital. Para isso, estamos investindo mais de R$ 4 milhões em tecnologias para oferecer um serviço de excelência", revela Abdul Fares, sócio-diretor financeiro da Marabraz.

 

Comércio eletrônico

Mappin volta ao mercado, na internet

/