arrow_backVoltar

Coronavírus 3

Filmagens em SP estão suspensas

17.03.20

Por conta da pandemia de coronavírus, a Prefeitura de São Paulo decretou nesta terça-feira (17), estado de emergência na capital paulista.

Além do cancelamento de todos os eventos promovidos pelo Poder Público municipal que gerem aglomerações de pessoas e de indeferir processos de alvará de eventos, a Prefeitura não irá autorizar filmagem na cidade de São Paulo.

Por isso, a Spcine e a São Paulo Film Commission emitiram comunicado informando que as autorizações estão suspensas a partir desta terça-feira (17), por tempo indeterminado. Aquelas já emitidas para filmagens previstas para a partir desta terça-feira também foram revogadas.

Em relação às filmagens privadas em áreas internas, a SPcine e a São Paulo Film Commission recomendam "fortemente a sua interrupção" (leia o comunicado na íntegra no final da matéria).

Abap (Associação Brasileira das Agências de Publicidade), a Apro (Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais), o Siaesp (Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo e o Sindcine (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Cinematográfica e do Audiovisual dos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins e Distrito Federal) também assinam um comunicado, com o objetivo de reforçar medidas preventivas contra o coronavírus no mercado audiovisual brasileiro (leia aqui, na íntegra).

Sobre a questão da exibição, a Feneec (Federação Nacional das Empresas Exibidoras Cinematográficas) e o Sindicato das Empresas Cinematográficas do Estado de São Paulo encaminharam um pedido ao governo de São Paulo para que o Estado assuma o papel de fechar as salas de cinema na forma da lei. A medida visa facilitar o fechamento dos espaços e diminuir a progressão do coronavírus.

Segundo as entidades, o fechamento das salas por iniciativa das empresas exibidoras demandaria acordos com cada uma das administradoras de shoppings onde há cinemas. O processo seria mais lento já que os shoppings pertencem a diferentes grupos, envolvendo, desse modo, diversas instâncias de negociação.

Confira o comunicado da Spcine e da São Paulo Film Commission, abaixo:

"A Prefeitura de São Paulo decretou, em 17 de março de 2020, estado de emergência para o enfrentamento da pandemia decorrente do coronavírus, junto com um novo pacote de medidas que, além do cancelamento de todos os eventos promovidos pelo Poder Público municipal que gerem aglomerações de pessoas, também sejam indeferidos todos os processos de alvará de eventos, bem como as autorizações de filmagem na cidade de São Paulo.

Por isso informamos que, em atendimento a essa determinação, as autorizações de filmagens emitidas pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Spcine e da São Paulo Film Commission, estão suspensas a partir do dia 17 de março de 2020. A medida está sendo adotada por tempo indeterminado para prevenir riscos de transmissão direta do Coronavírus, também conhecido como COVID – 19.

A doença e seus impactos se espalham por todo o mundo, assim como a incerteza e a apreensão. A Spcine incentiva todos os paulistanos a exercer seu direito de buscar e receber informações confiáveis sobre o COVID-19 de fontes autorizadas, como os do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS). Uma interessante ferramenta recém lançada foi o aplicativo do Ministério da Saúde chamado: Coronavírus – SUS, disponível gratuitamente para download (Android e IOS).

Segundo recomendação do Ministério da Saúde: “Com base na evolução dos casos no Brasil, até o momento, estima-se que, sem a adoção das medidas propostas pela pasta para prevenção, o número de casos da doença dobre a cada três dias. Atitudes adotadas no dia a dia, como lavar as mãos e evitar aglomerações, reduzem o contágio pelo coronavírus. O Ministério da Saúde recomenda a redução do contato social o que, consequentemente, reduzirá as chances de transmissão do vírus, que é alta se comparado a outros coronavírus do passado.”

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) mantém em seu site informações atualizadas sobre o Coronavírus com orientações específicas para empregadores, trabalhadores, pais e viajantes, bem como conselhos práticos sobre como proteger a si mesmo e a outras pessoas do COVID-19.

Por ordem das autoridades locais, uma variedade de limitações e restrições temporárias na atividade de produção audiovisual agora está em vigor em São Paulo, conforme abaixo:

RESTRIÇÕES A FILMAGENS

A Spcine e a São Paulo Film Commission, seguindo a determinação da Prefeitura Municipal de São Paulo, por meio do Decreto Municipal no 59.283, de 16 de março de 2020, suspendem todas as novas solicitações de filmagens, bem como solicitações de agendamentos de visitas de locação ou técnicas, além de revogarem autorizações já emitidas para filmagens previstas para a partir de 17 de março de 2020 e por tempo indeterminado.

São contempladas nessa restrição: filmagens em equipamentos municipais (sendo eles ao ar livre ou fechados), filmagens externas em vias e também reserva de vagas para filmagens internas.

Em relação às filmagens privadas, em áreas internas RECOMENDAMOS FORTEMENTE A SUA INTERRUPÇÃO.

O surgimento do Coronavírus – também conhecido como COVID-19 – como uma preocupação internacional de saúde pública levou governos, empresas, instituições de ensino, entidades de classe e famílias em todo o mundo a tomarem medidas para proteger a vida e a segurança. A Spcine também partilha dessas preocupações.

Lamentamos ter de recomendar ações que provocam transtornos na vida das pessoas e impacto nos negócios da cidade, porém ressaltamos o nosso compromisso com a vida dos paulistanos e com a mitigação da transmissão desse vírus. "

Crédito da imagem: FreePik.

Coronavírus 3

Filmagens em SP estão suspensas

/