arrow_backVoltar

‘Discriminação por idade’

Líder criativo da TBWA processa agência nos EUA

05.09.19

Duncan Milner, criativo da TBWA escolhido por Lee Clow para liderar algumas das campanhas publicitárias mais icônicas da Apple, foi demitido da agência depois de mais de 30 anos, e o profissional entrou com uma ação na Justiça norte-americana por "rescisão indevida" .

Quando a TBWA\Media Arts Lab foi fundada para atender a conta da Apple em 2000, Milner era o líder criativo, e foi promovido em 2009, assumindo o cargo de chief creative officer.

No entanto, em 2016, foi substituído pelo atual CCO, Brent Anderson, e passou a responder pelo cargo de global chief creative president, focado na MAL\For Good, braço da agência orientado a causas.

Este ano, depois que Clow anunciou sua aposentadoria em fevereiro (leia aqui), Milner foi informado de que a agência "não conseguiria mais arcar com seu salário", de acordo com seu processo, e ele foi demitido no mês de junho.

"Eu senti que fui demitido injustamente, e não podíamos chegar a um acordo sobre o que eu considerava uma compensação justa, então eu movi uma ação", disse Milner à Adweek.

A TBWA Worldwide está ciente do processo, mas se recusou a comentar, citando uma política contra a discussão de litígios pendentes. No entanto, a agência reconheceu, em comunicado, que o cargo de Milner foi extinto quando a MAL\For Good foi incorporada a outro ramo da rede.

A MAL\For Good "lutou para ser lucrativa como uma entidade comercial autônoma", declarou a TBWA Worldwide em comunicado. "No início deste ano, foi tomada a decisão de transformar a MFG em uma oferta estratégica e consultiva dentro da TBWA\Chiat\Day L.A. Como resultado, a posição de Duncan Milner como líder criativo da MAL\For Good foi eliminada".

De acordo com a reclamação de Milner, ele está processando a TBWA por alegada "discriminação por idade" e "violação de contratos orais e implícitos". A ação também aponta para a suposta perda de influência de Milner nos últimos anos, culminando em sua substituição por Anderson como CCO na TBWA\Media Arts Lab, que o processo descreve como um "rebaixamento".

Leia a matéria da Adweek na íntegra, aqui.

‘Discriminação por idade’

Líder criativo da TBWA processa agência nos EUA

/