arrow_backVoltar

Natura + Avon: confirmado

Empresas formam o quarto maior grupo exclusivo de beleza

22.05.19

A Natura & Co informou no final da tarde desta quarta-feira, 22, a aquisição da Avon Products Inc. em uma operação de troca de ações. Com a união, as empresas formam o quarto maior grupo exclusivo de beleza no mundo.

Segundo comunicado à imprensa, a combinação cria um grupo de excelência em cosméticos, multimarca e multicanal, e líder na relação direta com consumidores. Serão mais de 6,3 milhões de representantes e consultoras da Avon e da Natura. Com a aquisição da companhia, a Natura & Co terá faturamento bruto anual superior a US$ 10 bilhões, mais de 40 mil colaboradores e presença em cem países.

As tratativas foram confirmadas na manhã desta quarta-feira, 22, em comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O documento dizia que o acordo não estava assinado. Mas afirmava que as partes estavam negociando termos e condições contratuais finais (leia mais aqui). O Financial Times havia informado, também pela manhã, que o acordo estava avaliado em mais de US$ 2 bilhões. E havia antecipado que a Natura, que já é dona da The Body Shop e da Aesop, ficaria com 76% das ações do novo grupo.

Esse percentual foi confirmado pela companhia. Como parte do acordo, foi criada uma nova holding brasileira: Natura Holding S.A. Com base nos preços de fechamento de 21 de maio, a transação avalia o enterprise value da Avon em US$ 3,7 bilhões. O valor do grupo combinado fica em aproximadamente US$ 11 bilhões. Em 2018, a Natura &Co - Natura, The Body Shop e Aesop - registrou receita líquida de R$ 13,4 bilhões.

Sempre olhamos para a Avon com respeito e admiração. A Natura nasceu da paixão pela beleza e pelas relações. A união de hoje cria uma força importante no segmento. A venda direta já era uma rede social antes mesmo de a palavra existir, e a chegada da tecnologia e da globalização apenas multiplicou as oportunidades de se conectar com os consumidores de maneira significativa. O modelo de negócios está evoluindo para a venda por relações e o poder da era digital permite que o grupo vá além de fornecer produtos e consultoria, ampliando o empoderamento das mulheres por meio da independência financeira e do aumento da autoestima. Acreditamos que os negócios podem ser uma força para o bem e, com a Avon, ampliaremos nossos esforços pioneiros para levar valor social, ambiental e econômico a uma rede em constante expansão”, declarou Luiz Seabra, cofundador da Natura, no comunicado à imprensa.

Roberto Marques, presidente executivo do Conselho de Natura &Co, no mesmo documento, afirmou que, “após as aquisições da Aesop em 2013 e da The Body Shop em 2017, Natura &Co está dando um passo decisivo para construir um grupo global, multimarca e multicanal, orientado por propósito.”

Para Jan Zijderveld, CEO da Avon, a combinação de esforços é um testemunho do progresso na transformação da empresa. “Acreditamos que isso permitirá acelerar significativamente nossa estratégia e expandir ainda mais nossa operação para o canal online”. De acordo com ele, com a Natura, a companhia terá acesso mais amplo à inovação e a um portfólio de produtos, uma plataforma digital e de comércio eletrônico mais forte, além de dados e ferramentas aprimorados.

Vale ressaltar que a divisão norte-americana da Avon foi separada da mundial há três anos. A operação foi comprada pela sul-coreana LG Household & Health em 25 de abril passado.

Natura + Avon: confirmado

Empresas formam o quarto maior grupo exclusivo de beleza

/