Esqueceu sua senha?

Insira o e-mail cadastrado que enviaremos as instruções

Quer receber as notícias do
Clubeonline em primeira mão?

Seu nome deve conter ao menos 2 caracteres. Quero receber informações de terceiros ENVIAR Quero ver a última edição

Enviar por email

Seu nome deve conter ao menos 2 caracteres. O nome do destinatário deve conter ao menos 2 caracteres. Digite um email válido. ENVIAR

Site oficial do
Clube de Criação

SITE OFICIAL DO
CLUBE DE CRIAÇÃO

Acesso exclusivo para
sócios corporativos:
Esqueci minha senha
Ainda não é cadastrado?
Seja Sócio do Clube de Criação

O CLUBE

LOJA

NEWSLETTER

Últimas

por Laís Prado

Internacional

Pela primeira vez

Disney bate US$ 6 bi com filmes como Dr. Estranho

07
novembro
2016



A Disney pode celebrar o poder de Dr. Estranho, nova franquia da Marvel que estreou no início do mês e que já atingiu mundialmente a cifra de US$ 325 milhões com as vendas de ingressos registradas até este final de semana. O longa estrelado pelo inglês Benedict Cumberbatch – e que já se estabelece como uma das melhores associações ator-personagem, chegando a rivalizar com Robert Downey Jr e seu Homem de Ferro – é uma das produções a contribuir com a excelente performance do estúdio neste ano.

Pela primeira vez em sua história, a Walt Disney Studios bateu US$ 6 bilhões com bilheteria. Antes disso, apenas a Universal havia obtido essa marca, em setembro do ano passado, com longas como Jurassic World – o estúdio fechou 2015 com o total de US$ 6,89bilhões. Mas a Disney tem a chance de superar esse feito porque tem mais duas produções que prometem engordar ainda mais o cofre, além do desempenho do próprio Dr. Estranho, que está apenas começando sua jornada nas telas dos cinemas.

Ainda neste mês estreia nos EUA a animação Moana, uma aventura pelas ilhas do Pacífico Sul que teria ocorrido dois mil anos atrás (por aqui, porém, o desenho entra em cartaz em janeiro de 2017). E no dia 15 de dezembro, no Brasil, é a vez de Rogue One: Uma história Star Wars tomar os telões. A expectativa, com esses lançamentos, é a Disney chegar a US$ 7 bilhões.

Outros blockbusters do estúdio neste ano são Capitão América: Guerra Civil (US$ 1,15 bilhão), Procurando Dory (com US$ 1,024 bi), Zootopia (US$ 1,023 bi) e Mogli: o Menino Lobo (US$ 966 milhões).

Para quem ainda não sabe do que se trata, Dr. Estranho conta o surgimento do mago supremo Dr. Strange, na verdade Stephen Strange, um neurocirurgião que, por um acidente de carro, fica incapacitado de mover suas mãos com a perícia e a destreza que o tornaram um nome famoso na medicina. Desesperado por recuperação, ele parte para o Nepal em busca de uma solução que acaba sendo surpreendente para ele, um homem da ciência. Com muito aprendizado místico e graças a um talento até então desconhecido, Strange, encontra seu novo destino, com a orientação da personagem Anciã (uma mudança em relação à HQ, cujo mestre era um homem), interpretada por Tilda Swinton. E, claro, como acontece no universo Marvel, ele é obrigado a lutar para defender o mundo.

Cheio de efeitos de computação – que levam à comparação com o CGI de A Origem e com a produção artística do holandês M. C. Escher –, o longa vale a pena ser visto em 3D ou Imax. Há duas cenas finais na parte dos créditos do filme, dirigido por Scott Derrickson.

Veja os trailers de Dr. Estranho, Moana e Rogue One abaixo.
Super produção da Marvel, Dr. Estranho amealhou mais de US$ 325 milhões da estreia nos cinemas até este final de semana